Educação em Pauta

quinta-feira, dezembro 15, 2005

Nota: Unicef critica abusos contra crianças infratoras

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) criticou, em seu relatório anual divulgado na ontem, 14, o tratamento de crianças e adolescentes em centros de detenção no Brasil. Segundo a entidade, sistemas judiciários e carcerários de várias partes do mundo tratam as crianças e adolescentes como se fossem adultos. "As crianças em detenção deveriam estar entre as mais visíveis às autoridades nacionais, mas freqüentemente elas não são tratadas como crianças", diz o documento.
"Está claro que o abuso de crianças em detenções é generalizado e um problema sério. Em sua 37ª sessão, o Comitê sobre os Direitos das Crianças levantou uma série de preocupações sobre os procedimentos e a proteção de crianças dentro do sistema judiciário no Brasil, entre outros países, incluindo o registro de tortura e assassinatos extrajudiciais dentro das detenções."
Em outra parte do relatório, o texto fala dos riscos gerais de violência nos centros de detenção juvenil brasileiros. "Crianças correm o risco de violência quando detidas, tanto antes como depois de qualquer julgamento (…) Ela pode incluir violência física e sexual por parte de adultos presos, guardas, policiais e outros menores detidos."
O relatório da Unicef de 2005 concentra suas críticas na "invisibilidade" de milhões de crianças em todo mundo, que, segundo a organização, são ignoradas por seus governos.
Fonte: BBC Brasil